Apicultura e as Abelhas

O desaparecimento das Abelhas

Monday, August 23rd, 2010

As abelhas continuam a desaparecer e falta saber a razão

As abelhas estão a desaparecer em Portugal e no mundo. Nem cientistas, nem especialistas conseguem arranjar uma explicação. 

O fenómeno ainda não tem razão de ser. As abelhas estão a desaparecer em Portugal e no mundo. A Federação Nacional dos Apicultores Portugueses já faz parte de um grupo internacional que se dedica a analisar o fenómeno. O presidente da FNANP afirma que a situação ainda não é preocupante, mas que pode vir a ser “a curto prazo”. Em declarações ao jornal Público, Manuel Gonçalves explica que existem várias razões que podem estar na origem da situação, mas ao provar-se que “é um factor ambiental, isso pode ser preocupante”. 

Números apresentados pelo responsável aponta que “todos os anos, há sempre uma falha efectiva de cerca de 20 por cento de colmeias que não se consegue repor”. O recenseamento é realizado a meio do ano e o último regista uma subida em cinco por cento no número de colmeia. Actualmente são perto de 400 mil. 

O desaparecimento das abelhas pode significar problemas sérios para o ambiente e para o próprio Homem, já que segundo números da ONU, estes animais são responsáveis pela difusão das sementes de mais de 70 por cento dos alimentos que o ser humano consome. 

Fonte: http://tvnet.sapo.pt/noticias/detalhes.php?id=60869 

Posted in Apicultura e as Abelhas, Curiosidades | 1 Comment »

Mel: era uma vez uma abelha …

Sunday, November 12th, 2006

Era uma vez uma abelha… e daí surgiu o mel, néctar divino, alimento dos deuses!

hostória das abelhas

Não é de hoje que o Homem descobriu todo o poder do mel. Através dos tempos, o mel sempre foi considerado um produto especial, utilizado pelo Homem desde os tempos mais remotos. Evidências da sua utilização pelo ser humano aparecem desde a Pré-história, com inúmeras referências em pinturas e manuscritos do antigo Egipto, Grécia e Roma.

Existem registos sobre a utilização do mel como alimento pelos Sumérios na Mesopotâmia (2.300 anos antes de Cristo). No Antigo Egipto explicava-se a origem do mel como sendo fruto das lágrimas vertidas por Rá, deus do Sol. Zeus, pai e rei dos deuses da mitologia grega, alimentava-se do mel que as abelhas colocavam sobre os seus lábios. Na antiga China, este néctar cor de ouro e símbolo da Terra, era dado ao imperador afim de que este encontrasse força, vigor e clarividência.

história das abelhas 

O mel, como alimento sagrado, aparece tanto nas páginas da Bíblia como nas do Corão, onde é citado como o alimento do paraíso. Para os antigos, sonhar com enxames era sinónimo de prosperidade. A chamada “Lua-de-mel”  teve a sua origem no costume romano em que a mãe da noiva deixava em cada noite, na alcova nupcial, à disposição dos recém casados, um pote de mel para “repor energias”. Esta prática durava toda a lua. Ainda hoje, em muitos países, encontramos a expressão “Lua-de-mel”.

Posted in Apicultura e as Abelhas | 1 Comment »

O Mel e as Abelhas

Sunday, September 17th, 2006

O processo de composição do mel das abelhasAs abelhas convertem o néctar das flores em mel, o qual armazenam nas suas colmeias. O néctar é uma solução aquosa, composta de açúcar, proteínas, ácidos e sais minerais. O processo de formação do mel começa quando a abelha suga o néctar de uma flor e o deposita no papo, uma espécie de bolsa que ela tem no corpo. Aí, e por intermédio de enzimas, o açúcar do néctar é decomposto em dois açúcares mais simples, a frutose e a glicose. Quando retorna à colmeia, a abelha deposita o néctar nos favos, onde o mesmo se irá transformar em mel. Durante esse processo, o néctar perde grande parte da água que contém, transformando-se numa substância muito doce, o mel, composto em média por 80% de hidratos de carbono, 15% de água, e 5% de substâncias diversas (ácidos, sais minerais, vitaminas, etc.).

Contudo, a composição do mel varia, dependendo da flora que lhe deu origem, das condições climáticas, da natureza do solo e do estado fisiológico das colónias, entre muitos outros factores. 

Posted in Apicultura e as Abelhas, O Mel | No Comments »